Young Sinatra…Ah, Young Sinatra. Para quem não conhece, essa é uma famosa série do rapper norte americano Logic. Para muitos, e inclusive para mim, é a sua melhor série. Ela é tipo o The Carter pros fãs do Lil’ Wayne (leiam direito, estou comparando importância pros FÃS e não qualidade), além de ser extremamente bem quisto pelos críticos especializados mundo a fora. Recentemente o mc lançou seu quarto disco, o último da série, e mesmo eu estando mal um pouco com ele, tive que ir ouvir né, afinal, pelo que me lembrava, essa série era maravilhosa…Voltando a este recinto depois de alguns meses, trago para vocês minhas sinceras e humildes análises sobre esse disco. Então, para quem possa interessar, sigamos os bons!
Logic, hoje, já não é amado por todos e o motivo é que ele fala merda pra caralho. Sinceramente, ai vai um desabafo: mesmo eu achando o último disco dele interessante, aquela brisa ‘birracial’ enchia a porra do meu saco. Para piorar, ele seguia pelas rádios e revistas falando sobre como é o melhor dessa geração de uma forma tão repetitiva, mais tão repetitiva, que eu peguei “ranço” – como os jovens gostam de falar nesses dias. Mas tudo bem, YSIV tinha saído e a nostalgia tinha voltado, era só apertar o play e ser feliz. Uma coisa boa desse trampo é que ele parou com a chatice birracial e focou na nostalgia e esse ponto é muito bacana. Ele colou antigos samples que tinha usado na série em trampos anteriores, um fanservice de respeito. Há quem não curtiu, mas se eu sou fã, eu quero service. Pronto. Acabou o assunto.
O disco começa bem, Thank You é uma boa faixa, o problema é que o refrão pop ala Eminem está presente. Isso é o mau de todo rapper branco, está intrínseco neles, inacreditável. Everybody Dies tem um problema de ter uma delivery extremamente massiva, boa, mas cansativa e isso se repete em outras faixas. YSIV falha em trazer uma grandeza que não é executada, o nome e o sucesso de todos os seus percussores é o maior problema. Ele não consegue bater no ponto. Logic rima bem, trás boas multi silábicas, boas métricas (podem falar o que quiser, ele tem uma das melhores cadências do jogo de fato) e querendo ou não, a multiplicidade que ele tem e a inteligência de amarrar as rimas e conceitos um atrás do outro é uma coisa que quase nenhum rapper hoje consegue fazer com exatidão.
Wu Tang Forever é uma faixa para fãs que trás TODOS os membros do Tang Clan e TODOS rimam bem na faixa com seus 8 minutos contados, isso é caso raro hoje em dia. YSIV é outra faixa ótima que me lembrou o Logic antes de 2013, rimas de alto nível, nostalgia linda, modern boombap bem feito pelo 6ix e rimas introspectivas sobre sua confiança, relações familiares, fama e storytelling’s fictícios que um bom mc sempre trás. No entanto, a pior coisa do disco não se esvai, e isso é sua exagerada sede ao pote. Desde Under Pressure (que pra mim é um dos melhores discos dessa década), Logic tenta trazer algo grandioso demais, tecnicamente muito bem feito, muito bem amarrado. Vocês podem dizer o que quiser, mas uma obra muito bem amarrada tecnicamente sem ter um ‘frescor’, uma liberdade aos erros, trás uma frieza que acaba prejudicando tudo no final. Um exemplo disso são os filmes do mexicano adorado por Hollywood: Alejandro G. Iñárritu. É tudo bem feitinho demais, não desce, falta a diversão.
YSIV é um old ao antigo Logic sem sucesso porque o antigo Logic brincava, se divertia, esse parece que tá querendo provar algo o tempo todo, forçar o tempo todo, perdemos a diversão quase sempre. Não serei muito chato, esse disco trás coisas boas, 6ix apesar de trazer seu mais fraco trabalho (e isso não quer dizer que os beats sejam ruins, eles só são ‘quadrados’ demais repetidamente), mostra uma sinergia com o Logic tão elogiado por mim faz anos. Eles são tipo o Drake e Noah “40” Shebib, dupla de ouro. A última faixa foi que me encheu de lágrimas… ali, ALI, era o Logic que eu amava e ouvia direto. Chamado Last Call, essa música representa o Hip Hop e sua alma. A série Young Sinatra era algo pra zoar, curtir, mesmo trazendo conceitos sérios e decisivos. Nesse, temos um Logic tentando fazer um clássico o tempo todo, ser o Top3, como ele constantemente fala, o tempo todo. Eu sei que você é bom cara, só não seja forçado para o seus fãs, nós já gostávamos de você do jeito que você era.