Salve, pessoas que já rebobinaram fitas com caneta BIC!
Quem voz tecla é Tiago Messias (sem relação com político escroto) e, finalmente, está na rede mundial de computadores – e outros dispositivos hackeáveis – mais um #Descubra!
Como rap é música, música é arte e arte é amálgama, essa coluna também abordará artistas que não são “do rap”, porém possuem correlação com o mesmo. Certo?! Pois bem, dessa vez, trago-lhes…


Nomes: Peter Lawrie Winfield, Elliot Wall
Idades: ??, ??
Lugar: Cardiff, Reino Unido
Links: Site, Facebook, Twitter, Instagram, SoundCloud, YouTube
Descrição: Iniciado em 2012 como um projeto do vocalista Pete Lawrie (que já tinha alguns trabalhos na praça), logo tornou-se um trio e atuou como tal até 2015, com a saída do multi-instrumentista James Gordon. Por volta do segundo semestre de 2016, o projeto ficou em hiato devido aos problemas de Lawrie com álcool e Benzodiazepina (inspirando a música One Match), retornando em 2017 como um duo. Seu nome remete à efemeridade das fitas cassete.
Discografia: A Taste Of Silver (EP, 2013) | A Lesson Unlearnt (2015) | Until The Ribbon Breaks (2018). Também possuem algumas faixas soltas e versões de músicas de outros artistas.
A seguir, 5 músicas topshow pra iniciar a jornada pelas insígnias melódicas desses candidatos a príncipes da Pérsia:
Perspective part. Homeboy Sandman (A Lesson Unlearnt, faixa 5)
Os conheci graças a essa bela parceria com Villar (que gosto muito e, segundo o Google, sou o único que remixou VerbalSoulClapMania), e foi amor à primeira audição (“Half monkey, half man; big dreams, small plan (…) I don’t believe in heaven, I do believe in holograms”). Minha preferida, e possui colagem de Made You Look.

2025 (A Taste Of Silver, faixa 1)
Algumas reflexões acerca do nosso presente/futuro digi-amoroso (“I think I’ll marry a stranger that I met onlineit’s not that it’s not love, it’s just a sign of the time(s)”), acompanhadas de mais um belo instrumental. Diria que é minha segunda preferida.

Royals (UTRB Reimagination)
Como já ficou evidente, eles são ótimos músicos/produtores. Aqui, se consolidaram sampleando Royals, resultando num convite de turnê com a própria Lorde.

Goodnight America (Single, 2016)
Praticamente, um hino contra a campanha de Trump durante as eleições presidenciais americanas. Infelizmente, não teve a devida repercussão na época, mas continua relevante (“We’ve got guns, you should all come over; actually, just some of you – let’s build a wall“).

Revolution Indifference part. Run The Jewels (A Lesson Unlearnt, faixa 7)
Após colaborarem em Job Well Done, os “saqueadores de jóias” retornaram o favor, com direito a auto-referência no verso de Mike (“Lie, cheat, steal, kill, win, do it like a winner; the church steals, rapes, kills and they call you a sinner“).

É isso. Espero que curtam e, enquanto descobrem mais, vou ali faxinar meu castelo de areia. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.