E aí suas decepções pra família, suave? Não é ilusão não, são dois posts na mesma semana, passei por aqui só pra deixar meu TOP10 do ano.
Antes de começar, NÃO QUERO RECLAMAÇÃO! O top é do que eu ouvi/gostei mais durante todo o ano, dos lançamentos até a primeira quinzena de dezembro (regulamento do Fezes de Ouro™), por tanto sem enrolação e sem refrão vamos aos toppens:

Como de praxe, vamo iniciar com as menções honrosas e ressalvas:
 
Dois discos que tocaram demais que o iTunes enjoou de reproduzir por aqui foram “Kafé” (do Kafé né, me ajuda aí) e “Re:ciclo” do Jé (sem nepotismo), mas como são discos de R&B, não figuram no topper 10.
Mais 3 trampinho lindo que explodiram o botão de repeat por aqui foram “A Vida de Emmet Till” do Delatorvi, “Antes dos Gigantes Chegarem” do Bk’ e “Cvrd” do Deus de Nike Cvrd, que também não entram no Toppen pq são mixtapes.
Agora que vocês não têm mais dúvidas de nada, vamo começar:
 
10 – Língua Franca – Emicida, Rael, Capicua e Valete

Esse trampo me surpreendeu, não tava esperando, achei que vinha só em 2018. A muito tempo já acompanhava o Valete e juntá-lo com Rael e Emicida, não ficou nada ruim. Ponto positivo também, esse disco me apresentou a Capicua que não conhecia e agora passo a acompanhar também. Recomendo.
 
9 – Calzone Tapes – Recayd Mob

Disco dos moleque da Recayd, só tem paulada, trapzada de festa pelo álbum todo, muito difícil ter uma faixa que não bota fogo na pista e de quebra ainda tem aquela cypherzada alá BET Awards com boombap e geral da crew rimando como bônus track.
 
8 – Fa7her – Akira Presidente

Esse trampo é um atestado da nítida evolução do Akira, temos aqui bons refrões e uns hit chiclete que não sai da cabeça. O único erro desse trampo na minha opinião, foi o Akira ter deixado BK amassar ele na $$$$$$$ (Grana, Grana), você não pode fazer um disco e deixar o convidado ter o melhor verso (basics bro).
 
7 – Heresia – Djonga

TIRANDO O USO EXACERBADO DO SUBSTANTIVO MASCULINO “TIPO” DJONGA TROUXE UM DISCO CHEIO DE ÓTIMAS LINHAS E CARREGADO DE CRÍTICA À RACISMO, DEPOIS DE AMADURAR A ESCUTA DESSE DISCO DURANTE O ANO E COMPARANDO COM OS SINGLES E PARTICIPAÇÕES QUE ELE DROPOU DEPOIS, SINTO QUE PODERIA SER UM TRAMPO MUITO MELHOR, NÃO É SÓ FUTEBOL QUE É MOMENTO AMIGOS.
 
6 – A Rotina do Pombo – Thiago Elniño

Thiago Elniño me ganhou no single desse trampo, Pedagoginga, com participação do Sant e do KMKZ. Foi um dos discos com um conceito pré-estabelecido que mais ouvi sem pular faixas. Chuva de lírica, bons beats, samples de atabaques aqui e acolá e uma crítica social fudida, justifica o 6º lugar.
 
5 – Eletrocardiograma – Flora Matos

Abrindo o Top 5, temos a crush de todos e todas Flora, belo trampo com faixas pra pista e pra cama ( ͡° ͜ʖ ͡°). Eletrocardiograma foi outra surpresa, eu sempre achei que a Flora não ia dropar nada “organizado” além de um milhão de singles perdidos e áudios de show que você tropeça no soundcloud de vez em nunca.
 
4 – RPA Vol. 3 – Don L

Então né, Don L, ou se ama ou se odeia, eu nunca tinha dedicado um tempo pra ouvir um trampo anterior à esse, com exceção daquele remix do Beira de Piscina (que inclusive é melhor que a original SIM!), esse trampo me surpreendeu com a forma de expor as ideias, que é totalmente diferente do “comum”, os temas explorados também são bem diferenciados, e é um trampo conceito que as faixas funcionam sozinhas tão bem quanto em sequência.
 
E NO PÓDIO TEMOS:
 
3 – Regina – nILL

Esse disco é… não dá pra explicar, veja esse vídeo.

Obs¹: Salve Quadro em branco!
Obs²:Negro Drama pt2 é boa sim. rs.
 
2 – Músicas para Drift – Yung Buda

Um camarada me indicou esse trampo, que fiquei uma cota pra ouvir, mas quando ouvi, meua migo, não sai mais do repeat, muito banger, muito otaku, muito japonês e muito bom, e se você não gostou volta lá e ouve de novo, ce tá ouvindo errado.
 
1 – Esú – Baco Exú do Blues

Bom, como a regra é o que eu ouvi mais, não tinha como ser outro disco. Nem vou detalhar nada sobre o trampo aqui, dá uma lida no review aqui do blog que foi uma das melhores coisas que eu consegui escrever em 2k17.
 
No mais é isso rapeize, voltamos em breve.
Não esquece de seguir a gente no Toilder e no Facebook

4 Replies to “Top 10 – Rap Nacional 2017

  1. Esse Nill aí tá errado hein, se liga no meu:
    10- Marginal
    9- NDDN
    8- Heresia
    7- Fa7Her
    6- Prata
    5- Pé no Chão
    4- Eletrocardiograma
    3- Esu
    2- Musicas pra Drift
    1- Regina

Deixe uma resposta para Isaque 'OIZ Carvalho (@isaquecarvalho) Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.